APRENDENDO A APRENDER - A EDUCAÇÃO COMO ESTILO DE VIDA

EDUCAÇÃO AO LONGO DA VIDA

Cidadania, trabalho
e educação continuada.

Todos os conteúdos aqui tratados visam facilitar a vida dos estudantes que precisam avançar em seus estudos, mas estão presos à falta de base em disciplinas consideradas difíceis. Para apresentar os conteúdos poderíamos utilizar ótimos editores de texto e de fórmulas, mas preferimos usar o lápis e o papel, porque eles são muito versáteis para ilustrar explicações. Além da versatilidade do lápis e do papel para ilustrar explicações, outro fator a ser considerado é a reprodução de um ambiente escasso em recursos como uma sala de aula em que o estudante faz uma prova de concurso, vestibular ou ENEM. Neste ambiente só é permitido o uso de uma caneta e de um caderno de provas.

Embora estes conteúdos visem ajudar jovens e adultos das classes mais desfavorecidas, eles também são  altamente recomendados a estudantes de todas as classes sociais. Que os colegas professores me perdoem a pretensão, mas eu considero que os conteúdos aqui apresentados também sejam adequados para facilitar o ensino destas disciplinas em sala de aula, dada a valorização dos detalhes contida nas explicações. Prezado leitor, espero que você não se ofenda com a seguinte afirmação, que por mais individualista que pareça ela é verdadeira: uma boa educação é algo que não tem preço; portanto, eu cuido da minha e você cuida da sua. Portanto, faça a sua parte; priorize a sua educação e da sua família.

Eu espero que você tenha entendido que a pior educação do mundo é aquela em que primeiramente ela é dever do estado, da escola, da sociedade, do professor e por último do estudante. E a melhor educação é aquela em que primeiramente ela é dever do estudante para depois ser dever do estado, da escola, da sociedade e do professor. A visão piagetiana de educação encara a ignorância como uma doença que precisa ser tratada. Eu não penso assim; eu penso que nascer analfabeto é um processo natural,  mas acho que gastos com educação precisam ser feitos do mesmo modo como se gasta com remédios. Porque remédio, se o estado fornece você não precisa comprar, mas se não fornece você tem que comprar nem que tenha recorrer à ajuda dos parentes e dos amigos.    



© 2012 Afonso Meneses